Angola,

Operadores preparam congresso do turismo

Aspectos técnicos e administrativos inerentes à realização do 1º congresso sobre hotelaria e turismo e da ExpoHotel Angola

O balanço das acções já levadas a cabo pelo conselho de administração, calendarização das actividades subsequentes, apreciação e aprovação de um programa extra congresso, definição das subcomissões orgânicas ligadas aos dois eventos e o lançamento público dos dois eventos configuram as outras abordagens do encontro.

Os participantes debruçaram-se ainda sobre a estratégia de marketing projectada para o período que antecede os dois eventos, que contarão com convidados estrangeiros ligados às associações congéneres, para além de operadores nacionais do ramo de hotelaria e turismo, de acordo com uma nota enviada ao Jornal de Angola.

Entre os países do continente africano que estarão representados no congresso sobre hotelaria e turismo e da ExpoHotel, destaque para a África do Sul, Zimbabwe, Namíbia, Moçambique, Botswana, Tanzânia, Lesotho, República Democrática do Congo, Congo Brazzaville, Cabo Verde e Marrocos, sendo a Europa representada por Portugal e Espanha, ao passo que da América latina vêm o Brasil e Cuba.

Sob o lema “Hotelaria a aposta certa no desenvolvimento”, o 1º congresso sobre hotelaria e turismo e da ExpoHotel enquadra-se no programa do Executivo de promoção e desenvolvimento da indústria do turismo nacional e das acções que, nesse âm-bito, ocorrem sob a égide da AHRA, na qualidade de instituição vocacionada para a regulamentação do sector no país e da parceria dos ministérios do Turismo, Indústria e Comércio.

Na sequência da primeira edição do Fórum Mundial de Turismo que Angola acolheu, de 23 a 25 de Maio último, à margem do Presidential Golfe Day, cuja tacada inicial foi dada pelo Presidente da República, João Lourenço, no Resort do Mangais, o congresso e a ExpoHotel têm co-mo objectivo ressaltar o valor das iniciativas do Executivo angolano com vista a tornar o país numa das referências a nível do continente, numa perspectiva de impulsionar a economia nacional e reforçar da luta contra a pobreza por intermédio da criação de mi-lhares de postos de trabalho para a juventude.

Nesta senda, a AHRA, organização interlocutora e parceira do Governo, solicitou às em-presas nacionais ligadas à comunicação social, telecomunicações, banca, entre outras, a juntarem-se a mais esta iniciativa, que se prevê que fortaleça a economia na-cional e sedimente a coesão entre os diferentes operadores do sector, tendo em conta que o sucesso do evento só poderá ser materializado com os recursos e divulgação abrangente a todos os níveis.

“Compreendendo a situação actual do país, marcada pela escassez de divisas, a ExpoHotel/Angola 2019 pretende mobilizar todas as indústrias, fazendas agrícolas, artesãos e outros produtores para que exponham os seus produtos utilizados pelos hotéis e restaurantes, fazendo com que tenham maior protagonismo e valor, de modo a incentivar o consumo nacional e reduzir os níveis de im-portação e pressão sobre as divisas”, lê-se na nota.

SIGA-NOS

Inscreva-se na nossa Newsletter

Registe-se e receba todas as nossas novidades, promoções e produtos em destaque.

2019©angolaturismo.ao, Todos os direitos reservados.

brasao2 01 01

Pesquisa